Aconteceu no Natal

ACONTECEU NO DIA DE NATAL   OMOLU1

Sentado na varanda, posso ver o quintal gramado iluminado pela lua que se exibe exuberante, majestade sentada no céu, parece capaz de ouvir meus pensamentos. Nesses momentos de solidão a gente é capaz de perceber detalhes de fundo que nunca tinha notado existir, na verdade, é impressionante como a vida é intensa nesse pedaço de chão. O silêncio é acolhedor e me permite calar por algum tempo as vozes em minha cabeça, e ouvir natureza vibrando ao meu redor, refletindo luzes coloridas, por causa da garoa que cai e molha as folhas das plantas continuamente. Permaneço sentado no banquinho de cedro, e volto a pensar no ano difícil que tivemos aqui em casa. O trabalho no terreiro foi cansativo, mas cada gota de suor valeu a pena pelas muitas maravilhas que pudemos presenciar, e pelos resultados positivos que obtivemos através de nossos abençoados trabalhadores. Cada gira, cada ebó, cada festa, tudo que fizemos foi muito gratificante. Poder ter compartilhado da alegria dos que foram curados, daqueles que encontraram o caminho, ou deram rumo às suas vidas, não teve preço tal sentimento, pois isso sim alimentou meu espírito e me deu forças para persistir nessa missão ano após ano.
Os trabalhos no terreiro foram encerrados este ano, e aqui estou eu novamente, sentado na varanda, com olhos no infinito, e viajando nas lembranças que se misturam na cabeça. Há cerca de um ano não vejo minha família, e acredito que conviver com essa tristeza todos os dias tem sido meu maior desafio. A saudade é dolorida, sufoca o meu peito e por vezes choro compulsivamente, mas nunca perdi a esperança de reencontrar algum dia minha esposa e filhos. Mas o ano findou, e os trabalhos no terreiro foram suspensos, agora sinto medo da solidão, pois sempre termino o dia aqui nesta mesma varanda, perdido em meus pensamentos, que por vezes parecem sem sentido.
Uma luz forte surge no fundo do quintal e chama minha atenção. A luz multicolorida e girando em torno de si própria parece abrir um grande buraco na escuridão. Não consigo desviar meus olhos de tamanha beleza, meu corpo fica imóvel, enquanto do interior da luz vários guardiões vestindo capa com capuz, vão formando um corredor até minha varanda. Uma mistura de medo e admiração me mantém imobilizado, e nesse momento uma figura surge ao centro, todo coberto por palhas e fitas, espalha luzes para todos os lados enquanto caminha em minha direção. Não sinto mais medo, agora sinto uma felicidade inexplicável, mas perco os sentidos quando aquela figura maravilhosa toca minha cabeça.
Com certa dificuldade vou abrindo os olhos, e aos poucos recuperando a visão, não tenho a menor idéia de quanto tempo fiquei desacordado, as imagens vão tomando forma vagarosamente, e em minha volta posso agora ver minha esposa e filhos sorrindo de uma maneira que jamais irei esquecer. Não consigo conter o choro e abraçados ficamos assim por algum tempo, calados, apenas abraçados e agradecendo a Olorum por nos unir novamente. Minha esposa toma meu rosto com as duas mãos, beija meus lábios e olhando nos meus olhos me diz:
– Seja bem vindo, meu querido,
– Você esteve em coma por um ano, e Deus não poderia nos dar melhor presente no dia de Natal,
– Jamais desistimos de você, e estivemos ao seu lado por todo esse tempo.
Isso aconteceu há muitos anos atrás. Hoje estou velho, sentado na mesma varanda olho para o fundo do quintal e lembro daquele dia em detalhes. Foi de lá que veio meu pai Omulu em meu socorro. Era dia de Natal, hoje é dia de Natal!!!….. A ceia será farta, como todos os anos que se sucederam, o quintal já está enfeitado com velas, flores e cestas com pipoca.
Aconteceu no Natal………. Jamais perca a sua fé.
Atotô, meu Pai Omulu!!!
Por: Wilson de Omulu

Anúncios

Sobre atabaque26

Nosso pequeno grupo de Umbanda, tem como principal objetivo pesquisar e aprender com nossos amigos espirituais, sendo a verdade e seriedade conduta obrigatória em todos os membros da nossa gira. Saravá Caboclo Rompe Mato.
Esse post foi publicado em Estórias e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Aconteceu no Natal

  1. Walter disse:

    linda a história!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s